Jardins Verticais

Olá Amigos,
Bem vindos ao Jardim!

Um atributo muito importante, porém negligenciado, no desenvolvimento das nossas cidades é o da cobertura vegetal.

(Nucci, 2008)

A cidade não pode ser vista meramente como um mecanismo físico e uma construção artificial. Ela é envolvida nos processos vitais das pessoas que a compõe; é um produto da Natureza e particularmente da Natureza Humana.

(Robert Ezra Park, 1973)

A verticalização das grandes cidades aliada a necessidade do contato com a Natureza, fez com que surgissem novas soluções para incorporar o verde em situações onde o espaço está restrito a verticalidade de paredes e muros. A implantação de espécies vegetais nas fachadas das mais diversas edificações fez do jardim vertical uma tendência que traz muitos benefícios ao meio ambiente como:

  • beleza estética,
  • personalização,
  • conforto térmico,
  • redução de ruídos externos,
  • minimização da poluição,
  • proteção de fachadas contra a radiação solar,
  • humanização de ambientes,
  • valorização do imóvel ou empreendimento onde é aplicado.

Espaços integrantes do sistema de áreas verdes de uma cidade, além de exercerem os inúmeros benefícios citados, com ênfase ao meio urbano, proporcionam principalmente a melhoria da qualidade de vida pelo fato de garantirem a preservação ambiental.

Jardins Verticais: Forte Tendência Mundial –  Londres – Fonte internet

São inúmeros os termos utilizados para denominar coberturas vegetais estruturadas verticalmente em edificações, tais como: Fachadas Vivas, Paredes Verdes, Jardins Verticais, Living Wall, Mur Vegetal,  etc. Independente do termo, os jardins verticais são desenvolvidos nas mais diversas paredes desde internas a grandes fachadas externas podendo ter um pequeno formato até cobrir grandes áreas com milhares de plantas. Um dos principais interesses no desenvolvimento de jardins verticais, além do enriquecimento ornamental, é o fato de não necessitarem de muito espaço o que atribui a eles uma significativa vantagem na maioria das grandes metrópoles onde os espaços para áreas verdes são escassos, enquanto sobram paredes.

Embora recente esta nova modalidade de jardim, tem chamado muito a atenção de vários países principalmente na Europa com cidades que já têm programas de incentivo às construções ecológicas que contam com os jardins verticais em diversos projetos que visam a melhoria do clima urbano. Com vistas à esta perspectiva, num futuro próximo, esses jardins podem se tornar uma exigência em muitas partes do mundo.

Jardim Vertical de Patrick Blanc – FAAP – São Paulo – Brasil/ 2004

Na atualidade, o francês Patrick Blanc, especialista em botânica, é considerado um precursor dos Jardins Verticais. Integrando Arquitetura e Paisagem de forma sensível e inusitada, Patrick Blanc tira da Natureza a inspiração e a matéria prima para a execução de seus Jardins Verticais através da observação minuciosa de espécies vegetais em locais como despenhadeiros, entradas de cavernas e áreas rochosas, entre outras.

Jardim Vertical – Patrick Blanc – Madri – 2008

Nos Jardins Verticais de Patrick Blanc, A inspiração vem da Natureza…

Jardim Vertical Patrick Blanc – Museu do Quai Branly – Paris – 2005

Patrick criou uma técnica especial (protegida por copyright – direito autoral) com um mecanismo sustentável onde tudo convive em equilíbrio, proporção e harmonia, permitindo que seus Jardins sejam aplicados em grandes superfícies verticais com leveza e sem complicações com relação a manutenção, que promove a adubação e irrigação necessária para o desenvolvimento das plantas através de automação (sistema automático). Seus Jardins espalhados pelo mundo são como as obras de Arte da Natureza, repletos de paisagens ricas em vida e beleza. Saiba mais sobre os Jardins de Patrick Blanc.

Jardim Vertical – Patrick Blanc – Rua D’Alsase – Paris – 2008

Já o Jardim Vertical da National Gallery em Londres tem a Arte como Inspiração…

Os artistas sempre foram grandes comunicadores de mensagens quando através de suas obras transmitem visualmente sentimentos e o que querem dizer. A Arte é uma forma de comunicação por excelência que nas suas mais diversas manifestações permite dizer sem palavras.  Além de ser uma poderosa forma de comunicação, a Arte é também uma linguagem ampliada e generalizada que pode influenciar o observador de diversas formas desde transmitir diversos sentimentos, valores emoções modos de pensar e também de ver e sentir o mundo.

A Natureza inspira a Arte que inspira criações que reproduzem a Natureza.

Inspirado pela obra “Campo de Trigo com Ciprestes (1889) de Vincent Van Gogh, o “The Living Wall” – muro vivo – foi criado  através de um projeto da National Gallery de Londres patrocinado pela GE (General Elétric), com o intuito de trazer a Arte para a vida sensibilizando o público, para assim, reforçar a consciência ambiental sobre a importância da Natureza não só nas grandes metrópoles, como em nossas vidas. A pintura de Van Gogh foi escolhida por ter formas e cores que possibilitaram sua reprodução aproximada através das plantas vivas.

Para a criação do Muro Vivo foram utilizadas mais de 8 mil plantas de 26 espécies diferentes, e, para criá-lo, foi desenvolvido um ensaio montando em vários módulos, a reprodução das formas da pintura de Van Gogh, dentro do próprio viveiro onde as plantas foram cultivadas para este fim. O objetivo do ensaio foi a visualização do resultado final antes da sua elaboração na fachada da National Gallery. Veja abaixo foto com o resultado e se quiser saber mais, veja o vídeo do Making of The Living Wall aqui.

Living Wall “Muro Vivo” – National Gallery – Londres – 2011

Inspirados na Arte ou inspirados nas exuberâncias das flores e espécies vegetais os Jardins Verticais destacam a importância da Natureza confirmando o quanto ela faz parte da essência humana.

Abraços desejosos de que estes Jardins possam ser fonte de inspiração e também de esperança para preservação do meio ambiente e salvação dos seres que o habitam.

Sejamos Felizes!

Anúncios
Jardins Verticais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s